quinta-feira, 30 de abril de 2009

Avental

Só para postar esta idéia que achei bonitinha.
Recebi por email, de um gruop que participo.
Muito legal, um avental com "restos" de uma calça jeans".

quarta-feira, 8 de abril de 2009

O que fazer com fitas cassetes?

Olhem que mesa fantástica!
Como adoro decoração reutilizando materiais, sempre navego na internet nas minhas horas vagas, em busca de decorações diferentes e com efeito.
Essa dica achei bárbara!
Não necessariamente precisa ser um balcão como este, mas pode ser uma mesinha simples, de canto, por exemplo.
O que vale é a idéia, não?


terça-feira, 7 de abril de 2009

Arrumando a lavanderia

Para Organizar a lavanderia.
Separando as roupas sem ocupar espaços com cestos.
Adorei.

Cantinho de brincar

Adorei essa foto com um cantinho de brincar...
Me lembrei de meus 4 tesourinhos.
Muito fofo.

Uauuuuu


Adoro essas frescurites para decorar mesas em festas.
Essa peça fantástica além de decorar as mesas, ainda serve sobremesas com todo o charme.
Linda, linda linda!

Quero uma!

Estantes encapadas




Na casa de minha mãe tem uma dessas prateleiras de ferro, no quarto de meu irmão.

Ele usa para guardar as coisas dele, mas tem horas que fica uma bagunça só.

Sempre sugeri a minha mãe que colocasse uma capa e tal, para que as coisas não fiacassem à mostra, e quando estivesse bagunçado, era só fechar e pronto!Simples assim.

Então encontrei essa foto e achei legal postar.

Para compartilhar uma dica simples, prática e barata.

APROVEITANDO ESPAÇOS

Para aproveitar o espaço debaixo da cama.
Ideal para guardar brinquedos ou sapatos.


Cortinas


Sempre quando posso, gosto de navegar pelos sites de revistas.
E as revistas que mais me chamam a atenção são as de decoração e bem estar.
Essa matéria retirei do site da revista
Bons Fluidos , achei bem interessante.


As cortinas filtram a luz do Sol, protegem a intimidade e colorem o ambiente. Quando se abrem, no entanto, convidam o que está fora a chegar mais perto.

Elas estão em nosso imaginário de casa bem cuidada e ganham importância fundamental nas cidades apinhadas, pois as janelas em frente às vezes impõem discrição. Então, vamos olhar para as cortinas. Através delas, a luz do Sol chega filtrada. E ainda protegem a intimidade e criam a atmosfera do lugar. Podem ser austeras, de tecido mais pesado, se o ambiente pedir, mas também leves e fluidas, como estas, que escolhemos para você.

Brancas, aproveitam o efeito translúcido, sugerem sem revelar inteiramente. Cor de laranja, ajudam a espalhar a vitalidade. Azuis, descansam o olhar. E assim, com tecido e imaginação, você consegue aproveitar o poder da luz e das cores – uma parceria imbatível para levantar o astral de uma casa.

Com as janelas abertas, elas – as cortinas – também ativam a imaginação, e não despreze o ondear do tecido quando o vento sopra e deixa entrever o lá-fora. “Ao olharmos pela janela, experimentamos a sensação de expansão. Sem passar pela consciência, é como se ampliássemos nosso interior, tantas vezes comprimido”, diz a psicoterapeuta Denise Caldeira, de São Paulo.

Outro toque relevante: para a alma, é importante fixar a atenção nas janelas e no despretensioso ato de abrir as cortinas. Como metáfora, esse fazer prosaico, de todo dia, traz o sentido de abertura. “Pode confiar. Quando algo lá fora mexe com você é porque sua alma já está preparada para ver. No fundo, não existe fora nem dentro. O que há é a comunicação constante”, diz Denise.

AZUL

O azul-claro descansa o olhar e leva o pensamento longe. O mais certo é dizer para o alto, o céu. Na casa, uma cortina neste tom acalma. “É uma opção para equilibrar ambientes em que convivem pessoas muito agitadas. Com seu estímulo frio, o azul ameniza os temperamentos”, conta Alessia Colombo, arquiteta e especialista em feng shui pela Escola da Bússola. Também é uma boa opção para o quarto, onde a tônica costuma ser o sossego. “Pelas mesmas razões, a cortina azul não é tão indicada quando o morador tem tendência à depressão”, continua Alessia.Se a cortina tomar a parede inteira, é recomendável mesclar o ambiente com tons quentes para não extenuar o olhar. Com uma dose de laranja, mantém a tranqüilidade, mas evita a estagnação. Outra boa combinação é com o verde-azulado.

BRANCO

Elas suavizam a força dos raios diretos do Sol e trazem leveza para a casa. Só se lembre do seguinte: se a janela está orientada para a face norte, onde bate sol o dia inteiro, você vai precisar de forro para atenuar a luz, especialmente no quarto. “A cortina branca num ambiente também branco cria um clima etéreo. Agradável para alguns, mas asséptico demais para outros”, lembra João Carlos César, pesquisador de cores e professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. “O excesso de branco também cansa e gera um certo isolamento. Na dúvida, imagine a casa de suas avós. Por mais que algumas sejam caracterizadas pelo exagero, ela vira uma referência de aconchego.” Um pouco de amarelo, por exemplo, alegra e tira a idéia de assepsia.

LARANJA

Um tecido neste tom é uma escolha ótima quando se busca a vitalidade. O ambiente fica mais animado e rompe com a decoração de ar sério. “Se for uma cortina de voal, vale lembrar que, ao passar por ela, a luz vai espalhar o tom laranja por todo o ambiente. Isso altera as cores dos demais objetos da decoração. O que é azul tenderá a ficar acinzentado”, explica João Carlos César. Apenas uma pegadinha óptica, nada grave. Tapetes e quadros azuis, em contraste com o laranja, fazem uma sala harmoniosa. O relevante é a posição da janela. “Se ela estiver voltada para a face sul, receberá uma luz suave. Voltada para o leste, terá o sol da manhã muito forte. Se a janela for a do quarto, o melhor é evitar o laranja se você não gosta de acordar com tanta vibração”, avisa o especialista.

Artigos Relacionados

Blog Widget by LinkWithin